terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

SampA: 10 programas para o fim de semana


São Paulo é uma cidade de extremos – ou você a ama, ou a odeia. Meios termos não são aceitos quando falamos de uma cidade tão intensa em vários sentidos quanto São Paulo. Os que, dentre tantas opções, escolheram viver na maior cidade da América do Sul, têm um caso de amor (às vezes secreto) por essa cidade que não dorme. Por isso, ai vai uma seleção de lugares imperdíveis e fora do mainstream, que qualquer paulistano ou visitante deveria conhecer.
Escolha seu programa preferido, ou monte um roteiro com alguns deles, e aproveite o que tem de melhor:

1. Tome um banho de cachoeira a 10km da Praça da Sé

Poucos paulistanos sabem que a pouco mais de 10km da Praça da Sé é possível tomar um banho de cachoeira e trocar o barulho dos carros pelo canto dos pássaros. Isso mesmo. O Parque Estadual da Serra da Cantareira tem uma área de 79 km² formada por mata atlântica nativa, e por trilhas para quem gosta de caminhar em meio à natureza. No núcleo Engordador, é possível fazer uma trilha de 3km que leva à cachoeira do Engordador, com 18m de altura. Lá também existem várias quedas d’água e um represa.
Vai lá:
Parque Estadual da Cantareira – Núcleo Engordador
Av. Cel. Sezefredo Fagundes, 19.100
Horário: O parque abre somente sábado e domingo / Telefone: (11) 2995-3254

2. Faça um passeio pelo Varejão Noturno da CEAGESP

Além da atividade atacadista, a CEAGESP também abre espaço para o comércio varejista de hortifrutigranjeiros, através dos chamados varejões. São oferecidos para o consumidor final frutas, legumes, hortaliças, pescado, ovos, aves, cereais e outros produtos típicos das feiras-livres como sanduíche de pernil, acarajé, espetinhos e o tradicional pastel.
O primeiro varejão iniciou suas atividades dentro do Entreposto da Capital em setembro de 1979. Inicialmente funcionava apenas nos finais de semana. Em dezembro de 1994, entrou em operação o Varejão Noturno, para oferecer mais uma alternativa de compra ao consumidor. Hoje, os Varejões CEAGESP são realizados três vezes por semana (sábados, domingos e quartas-feiras) e movimentam mais de 250 toneladas de produtos por mês. Semelhantes às feiras-livres, mas com garantia de qualidade e controle de preços, os varejões são uma ótima opção para sair da rotina.
Vai lá:
CEAGESP
Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3643 3700 Das 14h às 22h


3. Se acabe nos quitutes bolivianos na Feira da Kantuka

Apesar de não ser conhecida de todos os paulistanos, essa feira boliviana que acontece todos os domingos vale muito a visita. Os fãs de comidas mais exóticas se encontram lá, onde são servidas opcões como anticucho (coração de boi no espeto)  e api (suco de milho roxo, que se bebe quente). Para os menos aventureiros, hápratos como salteñas (um pastel tradicional boliviano feito de massa que parece pão e biscoito ao mesmo tempo recheado de sopa de carne) e  salsipapas (salsicha, cebola, batata e banana da terra, tudo frito junto num pratinho de isopor).
Também é possível encontrar temperos tradicionais e produtos industrializados do país, assim como uma variedade de instrumentos musicais e malhas e bordados tradicionais.
feira

Vai lá:
Feira Boliviana – Praça Kantuta
Endereço: Rua Pedro Vicente, S/N – Canindé – São Paulo – SP
Domingos, das 11h até as 19.

4. Patine ao som de jazz e soul music

 Roller Jam é o lugar para quem curte patinar. Lá o piso de madeira funciona quase como um tapete, para evitar machucados com as quedas. Às noites de sexta são ideias para quem está começando a patinar, e nos sábados a criançada domina a pista, até às 22h, quando o espaço se transforma numa festa noite adentro. Ao domingos, o público principal são as famílias.

Vai lá:
Roller Jam
Rua Fernando Falcão, 393 – Mooca – São Paulo – SP
Telefone: (11) 4561 0090
Quinta: 19h - 22h/ Sexta: 19h - 04h/ Sábado: 16h - 04h /Domingo: 16h - 22h

 

5. Visite a galeria a céu aberto Beco do Batman

São Paulo transpira arte, e para encontrá-la na cidade não é preciso necessariamente estar dentro de um museu. Um programa acessível para todo mundo e obrigatório para os amantes de arte é a galeria a céu aberto de grafiteBeco do Batman. Ela fica na Vila Madalena, nas ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque. A pé ou de bike, é possível conferir o trabalho de vários artistas que deixam a cidade mais colorida.

Vai lá:
Beco do Batman
End.: Rua Gonçalo Afonso e Rua Medeiros de Albuquerque – Vila Madalena – São Paulo.

6. Dê um rolê de bike nas ciclofaixas espalhadas pela cidade

O paulistano já está acostumado com as ciclovias da cidade, chamadas de Ciclofaixa de Lazer, que são montadas na cidade aos domingos e feriados. No entanto, para comemorar o aniversário de SP, as faixas também irão funcionar no sábado dia (25), das 7h até as 16h.

 Dentre os vários percursos possíveis, os ciclistas podem passar por regiões como Avenida Paulista, Liberdade, República, dentre outros. As rotas estão disponíveis no site oficial do evento.

 

7. Pegue um cineminha fora do mainstream na Cinemateca

Vai lá:
Cinemateca
Endereço: Largo Senador Raul Cardoso, 207 - São Paulo – SP
Telefone: (11) 3512 6111

 Os apreciadores da boa arte do cinema não podem deixar de conhecer a Cinemateca. A diferença dos cinemas comuns é que lá sempre rolam filmes mais alternativos, fora do mainstream. Além disso, a arquitetura do prédio é um espetáculo a parte e as salas de cinema também já valem a visita. Eles também emprestam alguns títulos de filmes para quem quiser.

A Cinemateca foi fundada em 1940, por estudantes da USP e hoje tem um dos maiores acervos cinematográficos do Brasil.


8. Faça um piquenique no Jardim Botânico de São Paulo

Vai lá:
Jardim Botânico de São Paulo
Avenida Miguel Estéfno, 3031 – Saúde – São Paulo – SP (próximo ao zoológico)
Telefone: (11) 5067 6049 ou (11) 5067 6051

Se ao pensar em parques só te vem à mente o Parque Ibirapuera, saiba que a capital paulista tem outros espaços de área verde que merecem ser visitados. O Jardim Botânico é um deles. A área abriga vegetação remanescente da mata atlântica e as nascentes do famoso Riacho do Ipiranga. É uma Unidade de Preservação onde você poderá conhecer um pouco mais sobre as plantas, além de passar algumas horas em contato com a natureza. Piqueniques são permitidos!

 

9. Se encante com os trabalhos do Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo

 No mês de abril de 2011, o artista Binho e seu grupo foram detidos na Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo, por grafitar e espalhar arte gratuita nas colunas cinzas e sujas do Metrô. Depois do xadrez, eles apresentaram um projeto mais maduro para o Secretaria de Cultura de São Paulo, dando vida ao 1º Museu Aberto de Arte Urbana, inédito no Brasil.

Vai lá:
Museu Aberto de Arte Urbana de São Paulo .
Avenida Cruzeiro do Sul – entre as estações de metrô Tietê e Santana.

 

10. Compre alimentos orgânicos com preço justo no Parque Ibirapuera

Muita gente não sabe que no Parque Ibirapuera rola uma feira orgânica, que conta com a participação de aproximadamente 150 produtores. Lá você pode encontrar frutas, verduras, legumes, frangos, laticínios, grãos e mudas de plantas. Os alimentos comercializados são produzidos no sistema orgânico de produção, certificados e produtos do Programa Agricultura Limpa da Prefeitura de São Paulo, todos os agricultores envolvidos no programa têm o selo “Guarapiranga Sustentável”.

 
Vai lá:
Feira da Agricultura Orgânica e Limpa no Ibirapuera
Local: Modelódromo do Ibirapuera – Rua Curitiba, 292 – Vila Mariana.
Sábados, das 7h às 13h.

 Além disso, o visitante ainda poderá tomar uma café da manhã orgânico antes de realizar suas compras. Pães, sorvetes, sucos, barras de cereais e açaí também serão vendidos no local.

 

 

 

Total de visualizações de página